Delfim Netto – Quo vadis quantitative easing?

Quando observamos o panorama mundial, não podemos deixar de lamentar o estado atual do conhecimento dos economistas sobre o real funcionamento do sistema econômico e sobre o comportamento dos seus agentes. Ele, que deveria ser o objeto de um profundo escrutínio empírico de uma realidade histórica dinâmica, e a subsequente tentativa de descoberta de algumas relações estáveis (se existissem!), perdeu-se lentamente desde a segunda metade do século XIX. Foi transformado de “political economy” em “economics”, numa clara tentativa de aproximá-lo da “physics” ou “chemistry” e dar-lhe o cobiçado estatuto de “ciência”.

Leia o resto aqui: Artigo 21 – 24 -11 -10

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: