Construção coletiva

Moçada segue um artigo do Professor Delfim.

É um fato absolutamente natural que nos processos sucessórios cada candidato procure valorizar suas eventuais virtudes e transformar em defeitos as possíveis virtudes de cada um de seus adversários. Essa estratégia encontra os seus limites na tentativa de desconstruir o passado tentando fazer dele tabula rasa. O problema é que ela é de baixa credibilidade. Mesmo os cidadãos mais simples e menos afortunados sentem a sua vida como um processo sem descontinuidade.

Artigo completo aqui: Artigo 6 – 19- 05 -10

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: